Édgar Vivar, o Senhor Barriga e Nhonho de Chaves

Edgar Vivar

A imagem de Édgar Vivar deve aterrorizar até hoje quem não paga o aluguel. Isso por causa do personagem Senhor Barriga de Chaves. O ator, dublador e comediante, que também viveu o personagem Nhonho, é muito querido pelos fãs da série, especialmente os brasileiros! 

Vivar nasceu em 28 de dezembro de 1948, na Cidade do México. Fez faculdade de Medicina e chegou a atuar na profissão, mas descobriu que sua verdadeira paixão era atuar.

No ano de 1970, participava de radionovelas e fazia comerciais de televisão quando foi convidado por Roberto Gómez Bolaños a estrelar os seus programas. Aceitou o convite e depois largou a medicina de vez.

25 anos de parceria com Bolaños

 


“O Senhor Barriga e o Nhonho representam uma parte muito importante da minha vida. Através deles eu pude me realizar como ser humano, viajar e conhecer pessoas”

O primeiro personagem que fez foi o Senhor Barriga, o dono da vila que não desistia de cobrar os aluguéis do Seu Madruga, vivido por Ramón Valdés. As discussões entre os dois ficaram marcadas como um dos pontos altos do programa.

Com o sucesso do personagem, recebeu um presente. Foi convidado a interpretar mais um papel no elenco, desta vez, criado por ele: Nhonho, o filho do Senhor Barriga

O mais inteligente da classe e alvo de piadas por seu peso, o menino não gostava de dividir comida, apesar de compartilhar as outras coisas que possuía, principalmente com o órfão Chaves.

A humanidade dos personagens de Édgar Vivar era bastante clara no decorrer do programa. Até mesmo o Senhor Barriga perdoava as dívidas de Seu Madruga ao perceber a necessidade, sempre dando mais uma chance às promessas do pai de Chiquinha.

Além de Chaves, Édgar teve presença de carteirinha nas produções de Bolaños. Em Chapolin Colorado, ele viveu os lendários vilões Botijão” e Pança”. Também participou de Chespirito.

A parceria com o intérprete de Chaves se estendeu ao cinema, quando participou de diversos filmes. Sua estreia, inclusive, foi em El Chanfle. Trabalhou com Bolaños até 1995, com o final de Chespirito.

Édgar Vivar é um dos poucos integrantes de Chaves que sempre mantiveram uma boa relação com todos os colegas. Respeitado por eles, era conhecido por se entregar de corpo e alma às cenas.

Já pensou em presentear aquele seu amigo fã da série Chaves com um vídeo personalizado do Sr. Barriga para matar aquela nostalgia. Clique aqui!

Um ator versátil e reconhecido

Abandonar a medicina para viver das artes cênicas foi, definitivamente, uma boa escolha. Édgar atuou em diversas produções em teatro, cinema e televisão. Na década de 1980, também fundou o seu primeiro circo que funcionou até 2002.

Édgar Vivar gosta de buscar novos desafios, interpretando diversos personagens em gêneros diferentes. Estreou nas novelas mexicanas em 1997, em Algunas Vezes Tendremos Alas.

Atuou nos filmes El Más Valiente del Mundo, de 1986, e Escuadrón Sida, de 1987. Seu talento o levou até a Hollywood, onde atuou ao lado de Salma Hayek e Penélope Cruz em Bandidas (2006).

Ao lado de Geraldine Chaplin, foi dirigido pelo mestre Guillermo Del Toro, em El Orfanato, de 2007. 

No seu currículo, também tem sucessos do cinema infantil! Ele participou das animações Meu Malvado Favorito 2 e Ratatouille, como dublador dos filmes no México.

Mais recentemente, teve destaque ao interpretar o pai da protagonista da novela La Jefa del Campeón, produzida por ninguém menos que Roberto Gómez Fernandez, filho de Bolaños.

Passagens pelo Brasil

Assim como Carlos Villagrán, que interpretava Quico, Vivar também tem uma relação de muito amor com o Brasil. Já visitou o país mais de 20 vezes e ainda se diz espantado com o sucesso que faz!

Sempre participa de muitos festivais e eventos quando vem, além de apresentar shows originais e dar entrevistas a programas de auditório e variedades.

Um dos momentos que mais marcaram foi no Pânico na TV. A equipe do programa o presenteou com um cheque fictício com o valor para 14 meses de aluguel. Ele ficou bastante emocionado com a surpresa.

Em 2018, chegou a participar de Tudo pela Audiência, com Tatá Werneck e Fábio Porchat, e Vai Que Cola, ambos do canal pago Multishow.

Vida pessoal

Apesar de aparecer bastante na mídia, costuma ser fechado para a vida pessoal, mas isso não será para sempre. Ele está escrevendo um livro de memórias, que será publicado após a sua morte e revelará alguns segredos.

Enfrentou problemas de saúde por causa do peso elevado e, em 2008, decidiu fazer uma cirurgia para emagrecer, implantando um marca-passo gástrico. Ele já perdeu 86 kg.

O ator também está na luta contra o bullying e já deu até palestras relatando experiências próprias. Sofreu preconceito pela obesidade, uso de óculos e dentes proeminentes.

Em 2021, anunciou sua aposentadoria e prometeu uma turnê de despedida.

Édgar Vivar deixou a sua marca através do talento impressionante e da versatilidade como ator. Assim como todos os personagens de Chaves, está no coração de quem cresceu assistindo ao programa.

Como será a emoção de receber um vídeo personalizado do eterno Senhor Barriga? Clique aqui e adquira o seu!

 

Veja Também:
  • Charles Paraventi: Além do Professor Afrânio e do Tio Sam

Compartilhem com amigos, clientes e colaboradores:

Você também irá gostar de ler

Rafael Infante

Rafael Infante: um ator que também faz humor

Por trás do sorriso inconfundível de Rafael Infante está um ator, humorista e músico que conquistou o Brasil e continua...
eike duarte

Eike Duarte: mostrando que o baixinho cresceu

Muitos fãs da televisão brasileira compartilhavam de um sonho na infância: conhecer a apresentadora Xuxa. Pois bem, Eike Duarte começou...
Gustavo Mendes

Gustavo Mendes: humor e uma história cheia de superações

Quem poderia adivinhar que um garoto recém formado no colégio, saído de uma cidadezinha no interior de Minas Gerais poderia...

Deixe seu comentário