Charles Paraventi: Além do Professor Afrânio e do Tio Sam

Charles Paraventi ― o eterno Professor Afrânio (Malhação) e o traficante Tio Sam (Cidade de Deus) ― traz muito mais em sua bagagem: nascido em Nova Iorque, trabalhou com o diretor Tony Scott, contracenou com Denzel Washington, Tatá Werneck e até ensinou algumas palavrinhas Sylvester Stallone para o filme Mercenários.

O ator Charles Paraventi parece ter sido um presente dedicado à felicidade do grande público no teatro, no cinema ou na televisão ora como ator ora como narrador/dublador.

UM POUCO DA CARREIRA ARTÍSTICA DE CHARLES PARAVENTI

1 – Um ator estereotipado? Papéis de maluco beleza

2 – Origem: uma família brasileira nos Estados Unidos

3 – Prodígio mirim: imitação e mágica

4 – Mudança para o Brasil

5 – Charles Paraventi no teatro

6 – Charles Paraventi no cinema

6.1 – Começo tímido: Bienvenido a Brasil e O Monge e a Filha do Carrasco

6.2 – Como narrador: A Ostra e o Vento

6.3 – Sucesso mundial: Cidade de Deus

6.4 – Charles Paraventi em Hollywood: Chamas da Vingança e Domino, de Tony Scott

6.4.1 ­– Curiosidade: a discussão entre Denzel Washington, Tony Scott e Charles Paraventi

6.5 – Prêmio de Melhor Ator no Overcome Film Festival

6.6 – Outros tantos filmes de Charles Paraventi

7 – Charles Paraventi na televisão

8 – Sylvester Stallone, Jason Statham e os Mercenários no Brasil

9 – Charles Paraventi atualmente

9.1 – Sucesso na novela Genesis, da Record

9.2 – Promessa em 2022: O Anjo de Hamburgo, da Globo e Sony Pictures

9.2.1 – Antecipando um pouco da incrível trama (e da responsabilidade)

9.3 – Charles Paraventi no Youtube: Canal Bagaceiros

1 – UM ATOR ESTEREOTIPADO? PAPÉIS DE MALUCO BELEZA

Ainda que o talento pareça lhe cercar, como muito bem veremos a seguir, Charles Paraventi sempre parece ter sido considerado uma espécie de maluco beleza (o próprio ator “brinca” com seu cabelo como o suposto motivo dessa impressão).

Em diversas produções, principalmente na televisão, o ator emerge com uma espécie de louco bem medicado, o que sem dúvida limita as tantas possibilidades do ator.

Não que a comédia não seja necessária, pois é. E muito. A comédia nasceu na Grécia Antiga justamente para o encanto das multidões e o auxílio na transmissão de cultura aos mais jovens a partir do próprio teatro.

No entanto, parece-me injusto que um talento com tantas possibilidades esteja aparentemente acorrentado à proa do navio que quase sempre o leva ao mesmo destino.

Bons ventos: recentemente, entre 2021 e 2022, que o ator vem tendo a possibilidade de fazer papéis repetidamente fora do humor, como:

  • Nos Tempos do Imperador: novela da Globo, durante o Segundo Reinado, na qual faz uma participação especial como empresário; e
  • O Anjo de Hamburgo: uma produção multimilionária entre a Globo e a Sony Pictures, na qual interpreta um soldado nazista.

2 – ORIGEM: UMA FAMÍLIA BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS

A História de Charles Paraventi começou quando o pai e a mãe, ambos imigrantes nos Estados Unidos, casaram-se e o tiveram como filho único.

Charles Adrian Paraventi Essabba, ou só Charles Paraventi, nasceu no Queens, na cidade de Nova Iorque, no emblemático dia 4 de julho ― dia da Independência dos Estados Unidos e menos duas semanas antes Neil Armstrong pisar na Lua, na Missão Apolo 11.

Os acontecimentos que cercam o nascimento do ator, embora em nada possam interessar a quem lê, marcam local e temporalmente a vocação profissional que ali nascia para o mundo.

Vocação esta que o ator brasilo-americano demonstraria ao longo dos anos, sendo ainda na infância ― com apenas 5 anos de idade ― as suas primeiras peripécias e apresentações.

3 – PRODÍGIO MIRIM: IMITAÇÃO E MÁGICA

Ainda que Charles Paraventi já arriscasse alguns embalos em casa com a vassoura imitando um dos reis do soul, James Brown, seria em outro palco que daria “início” à sua carreira artística.

Por volta dos 5 anos de idade, ganhou um presente que atiçou sua imaginação: um kit de mágico, o que potencializou o lado lúdico do pequeno Charles.

Na cosmopolita cidade de Nova Iorque, onde de tudo há, havia um clube brasileiro ao qual a mãe de Charles, dona Maria Carolina Paraventi, teria levado o “jovem mágico” para se apresentar em vários fins de semana e assim permanecido até os 12 anos de idade.

Esse sentimento de prazer em se apresentar, ainda jovem, parece ter andado de mãos dadas com Charles dali para frente…

4 – MUDANÇA PARA O BRASIL

Por volta do ano de 1986, já no Brasil e ainda jovem, Charles se destacava nas salas de aula onde imitava com maestria amigos e amigas (e funcionários da escola), arrancando gargalhadas e carisma de quem o visse.

Já nessa época escrevia textos inteligentes e divertidos, os mesmos que os declamava em atuações brilhantes e empolgadas.

Também seria no Brasil que o seu talento nato daria fim ao seu lado amador, entrelaçando-o com o profissional onde iniciou sua carreira no teatro.

Logo as suas habilidades o levariam ao cinema e às telas de tevê, onde atingiria o grande público em produções arrebatadoras, como o filme Cidade de Deus, de Fernando Meirelles

Tá gostando da história do Charles Paraventi? Que tal ter um vídeo personalizado desse artista incrível para sua empresa? Clique aqui e surpreenda clientes e colaboradores!

5 – CHARLES PARAVENTI NO TEATRO

Charles Paravanti no Teatro
Foto: Renato Yudi

Entre os anos de 1990 e 1993, Charles estudou na Casa das Artes de Laranjeiras (CAL), conforme as regras para conseguir se profissionalizar mediante a lei, conseguindo o desejado DTR (uma espécie de autorização para exercer a profissão artística).

Paraventi não completou o estudo no CAL, mas não apenas já contava com o seu DRT em mãos como ainda em 1993 emplacou de vez no teatro com o sucesso de Terror na Praia.

Logo vários outros papéis o fariam participar ainda em 1993 e nos anos seguintes, como O Mágico de Oz e Perdoa-me Por me Traíres, este último uma adaptação do recifense Nelson Rodrigues.

Poucos anos depois, o próprio Paraventi dirigiu o grupo Acepipes com espetáculos de improviso que perdurou por anos.

6 – CHARLES PARAVENTI NO CINEMA

Charles Paravanti no cinema

No cinema, Charles atuou em produções nacionais e internacionais.

Várias produções com premiações e uma bem especial, sendo um completo sucesso de público, bilheteria e que elevaria novamente o cinema brasileiro (Cidade de Deus).

6.1 – Começo tímido: Bienvenido a Brasil e O Monge e a Filha do Carrasco

Embora já tivesse protagonizado o curta Bienvenido a Brasil (1995), a definitiva estreia em longas metragens de Charles Paraventi se deu com longa O Monge e a Filha do Carrasco (1995)

6.2 – Como narrador: A Ostra e o Vento

Logo em 1997 foi a vez de dar vida à sua outra faceta: a de narrador e dublador, quando representou a Voz em A Ostra e o Vento.

6.3 – Sucesso mundial: Cidade de Deus

Em 2002, com vencedor de inúmeros prêmios, o filme Cidade de Deus, de Fernando Meirelles, no qual Charles Paraventi interpretou o traficante de armas Tio Sam, disparou a carreira do artista que foi parar em Hollywood!

6.4 – Charles Paraventi em Hollywood: Chamas da Vingança e Domino, de Tony Scott

Após o estrondoso sucesso de Cidade de Deus, o diretor Tony Scott, autor de filmes como Top Gun – Ases Indomáveis , Fome de Viver e o futuro Déjà Vu, ligou para Charles Paraventi que desligou o telefone na cara do irmão de Ridley Scott, achando se tratar de um trote.

Tony Scott ligou de novo e ― com receio de que o telefone fosse desligado novamente! ― rapidamente disse que a equipe dele entraria em contato e pediu obrigado pela atenção.

Com esse início aparentemente cômico, Charles Paraventi foi parar em Hollywood onde trabalhou com diversos artistas renomados nos filmes:

  • Chamas da Vingança (2004), onde trabalhou ao lado de Denzel Washington, Dakota Fanning e Radha Mitchell;
  • Domino: A Caçadora de Recompensas (2005), onde trabalhou com um baita elenco, que incluiu Keira Knightley, Lucy Liu e Christopher Walken.

6.4.1 ­– Curiosidade: a discussão entre Denzel Washington, Tony Scott e Charles Paraventi

Uma curiosidade sobre as gravações de Chamas da Vingança (Man on Fire) recai sobre um breve questionamento entre o ator Denzel Washington e o diretor Tony Scott.

Ocorre que os titãs de Hollywood teriam tido uma breve discussão sobre o porquê de um ator brasileiro (Charles Paraventi) ter sido chamado para gravar um filme em inglês no México e que visava um sotaque de Nova Iorque ou Nova Jérsei.

Oportunidade em que Paraventi, claro, não desperdiçaria ao usar seu fluente inglês de quem nasceu em Nova Iorque para interromper a discussão e fazer “amizade” com Denzel Washington.

Charles Paraventi, além de falar o inglês fluentemente, também domina o português (obviamente) e se sai muito bem no espanhol (uma das 68 línguas oficiais do México).

6.5 – Prêmio de Melhor Ator no Overcome Film Festival

No ano de 2017, Paraventi ganhou o prêmio com o curta-metragem Deus e o Cachorro, de Bruno Costa.

6.6 – Outros tantos filmes de Charles Paraventi

Charles participou de dezenas de filmes, incluindo dois filmes de produção nacional e extremamente recomendáveis:

  • 2 Coelhos, de Afonso Poyart (2012); e
  • Marighella, de Wagner Moura (2019).

As películas acima se notabilizam entre o público mais adulto, deixando Charles mais distante das inúmeras comédias.

O ator, entretanto, parece não se sentir ofendido… “Preciso é de trabalho!” ― sempre diz Charles Paraventi.

Abaixo, apenas algumas das dezenas de produções que contaram com a participação do ator:

  • Tainá – Uma Aventura na Amazônia (2001);
  • Didi Quer Ser Criança (2004);
  • Um Lobisomem na Amazônia (2005);
  • The Snake King (2005);
  • De Pernas pro Ar (2010);
  • Até que a Sorte nos Separe 2 (2013);
  • Loucas Pra Casar (2015);
  • Nova Amsterdam (2016);
  • O Roubo da Taça (2016);
  • É Fada (2016); e
  • Os Farofeiros (2018).

Tá gostando da trajetória do Charles Paraventi? Ainda em dúvidas em obter um vídeo personalizado do Charles Paravanti para sua empresa? Clique aqui e surpreenda sua audiência com uma potentemente mensagem do Charles

7 – CHARLES PARAVENTI NA TELEVISÃO

Charles paravanti na televisão

Uma vez na televisão brasileira, Charles iniciou em uma tremenda e prolífica produção, quando atuou no Globo Ciência, em A Muralha, em Malhação e até no Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato.

Tudo se iniciou em 1999, quando Charles Paraventi ingressou na televisão encorpando o personagem Bóris em Flora Encantada, da Globo, trabalhando com Angélica para o público infantil.

Charles entrou no Globo Ciência (1999–2004) onde interpretava o cientista Galileu, que simplificava a complexidade científica para o grande público.

Seus longos anos em Malhação (2001–2007) lhe renderam o inesquecível apelido de o Professor Afrânio ― papel que com muito carinho o brasileiro guarda.

Um interessante trabalho de Charles ocorreu em Era uma Vez na História (2017), na qual o ator interpretou Dom João VI e foi transmitida tanto na Band quanto na Warner Channel.

O documentário acima possuiu uma abordagem curiosa misturando histórica real e ficção, tudo carimbado pela historiadora Lilia Moritz Schwarcz e o ator Dan Stulbach.

Charles participou de muitos outros papéis ora curtos ora longos e marcantes na televisão, como:

  • Você Decide (2000);
  • Sítio do Picapau Amarelo (2002);
  • Não Tá Fácil Pra Ninguém (2014);
  • As Canalhas (2015);
  • Rio Heroes (2018);
  • Ilha de Ferro (2018); e
  • Cine Holliúdy (2019).

A lista vai bem além desses elencados e algumas produções, como Rio Heroes, tiveram mais de um estúdio como neste caso a FOX Premium.

8 – SYLVESTER STALLONE, JASON STATHAM E OS MERCENÁRIOS NO BRASIL

Muitos não sabem, mas algumas cenas do primeiro filme da franquia Mercenários tiveram sua gravação no Brasil (Parque Lage, no Rio de Janeiro).

O filme gravado em 2008 e dirigido pelo invencível Rambo, Sylvester Stallone, contou com o inusitado auxílio de Charles Paraventi.

Ocorre que Stallone desconheceria o fato de que no Brasil se fala português (e não espanhol como imaginava ser).

Dessa forma, tanto o Stallone Cobra quanto Jason Statham tiveram Charles Paraventi como dialog coach, para auxiliá-los nas cenas no Brasil.

9 – CHARLES PARAVENTI ATUALMENTE

Em 2021 mais uma vez o ator começou embalado e se encontra em produções de grande potencial.

9.1 – Sucesso na novela Genesis, da Record

  • Gênesis: novela da Record onde interpreta o soberbo e cruel rei Bera, de Sodoma, a história bíblica do livro de Gênesis 14;

O ator interpretou magnificamente o rei Bera, rei da cidade de Sodoma, na novela Gênesis da Record.

O papel de época de Charles Paraventi teria sido, até então, o mais dramático pela crueldade que o rei Bera era capaz de fazer.

Este papel incluiu aulas de história bíblica (Gênesis 14), visto que na historiografia não aparecem registros da existência de tal rei.

Contudo, trata-se de uma das passagens mais famosas da Bíblia ― quem afinal nunca ouviu falar de Sodoma e Gomorra? ― e merece ser vista e revista!

9.2 – Em 2022: O Anjo de Hamburgo (passaporte para liberdade), da Globo e Sony Pictures

Baseada em uma emocionante história real ocorrida durante a Segunda Guerra Mundial e com parceria entre a Rede Globo e a Sony Pictures.

A produção foi completamente gravada em inglês em busca do mercado internacional, sendo assim, O Anjo de Hamburgo cumpriu a sua promessa de ser um daqueles dramas inesquecíveis.

Charles Paraventi, ao que parece, interpretou o nazista Max Hensel utilizando seu inglês fluente para a história verídica de Aracy de Carvalho Guimarães Rosa.

Charles Paraventi atuou como um alemão membro do partido nazista e da sua polícia secreta, a terrível Gestapo?! 

9.2.1 – Antecipando um pouco da incrível trama (e da responsabilidade)

Aracy Guimarães Rosa ― sim, a esposa de Guimarães Rosa, de Grande Sertão: Veredas ― deu fuga a centenas de judeus simplesmente ignorando as ordens do governo nazista.

Aracy trabalhava no consulado em Hamburgo, cidade alemã, e, mesmo sob o risco de pena de morte do regime totalitário nazista, salvou inúmeras vidas recebendo posteriormente por isso a homenagem israelense dos Justos entre as Nações.

Essa produção arrancou lágrimas ao se passar no provavelmente mais terrível período da história humana, quando os direitos básicos do ser humano estiveram à beira do extermínio sob a batuta de Adolf Hitler.

9.3 – Charles Paraventi no Youtube: Canal Bagaceiros

Charles Paraventi - bagaceiros - polenamais

Surgido em 2020, quando a pandemia de Covid-19 teve início, nasceu o projeto do Canal Bagaceiros, no Youtube, que aborda temas do cotidiano brasileiro de forma cômica.

O canal surgiu a convite da empresa de investimentos IFoment que teria tido início após o acerto com o ator Rodrigo Candelot e o cineasta André Falcão, que logo alocariam o elenco e, claro, contou com a genialidade de Charles Paraventi.

Veja também:

Compartilhem com amigos, clientes e colaboradores:

Sob
Consulta

Impulsione seu negócio com vídeos personalizados de Charles Paraventi e surpreenda sua audiência

Pedir vídeo

Impulsione seu negócio com vídeos personalizados de Charles Paraventi e surpreenda sua audiência

Sob
Consulta

Você também irá gostar de ler

Zezé Motta: marcando o coração do Brasil

Nome: Maria José Motta de Oliveira Nascimento: 27/06/1944 Cidade natal: Campos dos Goytacazes (RJ) Papel inesquecível: Xica da Silva, no...

Maitê Proença: um espetáculo de mulher!

Os grandes fãs da teledramaturgia brasileira conhecem bem o trabalho de Maitê Proença, tanto quanto admiram o seu talento, que...
Rafael Infante - Polenmais

Rafael Infante: um ator que também faz humor

Por trás do sorriso inconfundível de Rafael Infante está um ator, humorista e músico que conquistou o Brasil e continua...

Deixe seu comentário